Necessidades especiais: O que são?

0

Há um conjunto de crianças, adolescentes e/ou adultos cujas características, capacidades e necessidades, obrigam muitas vezes a que a escola e a sociedade se organizem no sentido de melhor poderem elaborar respostas educativas eficazes, ou de outra ordem, que façam com que eles venham a experimentar sucesso.

Estes indivíduos designam-se de indivíduos com necessidades especiais. As necessidades especiais dizem respeito a um conjunto de fatores, de risco ou de ordem intelectual, emocional e física, que podem afetar a capacidade de um indivíduo em atingir o seu potencial máximo.

Estes fatores podem, assim, originar “discapacidades” ou “talentos”, podem afetar uma ou mais áreas do funcionamento do indivíduo e podem ser mais ou menos visíveis.

Embora se encontre na literatura um manancial de termos para descrever as características dos indivíduos com necessidades especiais, no caso da educação, os mais usados pelos especialistas são “risco”, no que concerne a educação, “risco educacional”, “necessidades educativas especiais” e “sobredotação”, ou seja, quando falamos em necessidades especiais estamos a referir-nos a um “chapéu-de-chuva” que “abriga” 3 grandes grupos de indivíduos: (1) os indivíduos em risco (educacional); (2) os indivíduos com necessidades educativas especiais; e (3) os indivíduos com sobredotação. 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone
Partilhe!

Comentários encerrados